Por que abrir uma agência de propaganda em 2017?

Nós tivemos medo do Uber, do Netflix e até do NuBank. Três jovens empresas que fundaram novos mercados dentro de setores que caducaram por falta de inovação. O crescimento delas soava como as trombetas do apocalipse: “E se amanhã chegar uma espécie de Uber em nosso mercado? Vamos reagir lutando por mais regulamentações? Talvez criar um novo conselho de normas padrão? Uma associação de empresas injustiçadas?

Decidimos que não. Seria confessar o próprio fracasso. Assumir que não encaramos o problema de frente. E resolvemos atacar a única coisa que sabemos destruir: nossos padrões de trabalho, construídos nas últimas duas décadas.

E foi dentro da nossa primeira sala de reuniões (batizada de Cubo de Metatron) onde criamos um modelo de negócio que justificasse a existência de uma empresa realmente nova, em pleno 2017. Uma nova mentalidade para novos mercados.

Um modelo de criação sem nenhum drive instalado. Sem bullshitagem. Sem Powerpoint de 180 slides. Sem propostas com cortina de fumaça.

Um modelo de planejamento que pensa muito até traçar a melhor estratégia, mas executa na velocidade que os negócios devem ter. E nunca o contrário.

Um modelo de atendimento que sempre vai brigar com a guarda aberta pelas ideias que se provarem consistentes. Pelos clientes que se mostrarem insatisfeitos e pelos que trouxerem novas expectativas.

A gente já nasceu pronto para mudar a qualquer momento. E para ajudá-lo a não ter medo de nenhum tipo de mudança.

Mindset. Um novo modelo de agência para novos modelos de negócios.